Tipos de Sujeito

Sujeito – É o ser acerca do qual se faz uma declaração.
Tipos de Sujeito:

Sujeito simples — É aquele que designa um só ser ou um conjunto de seres.
O carro é meu. As crianças gostam de praia.

 


Sujeito composto — É aquele que designa dois ou mais seres ou conjuntos de seres, considerados independentemente.
O António e a Sofia são irmãos.
Para que o sujeito seja composto é necessário que os seres ou conjuntos que o constituem sejam diferenciados.
O António e a Sofia são irmãos. (sujeito composto) Eles são irmãos. (sujeito simples)



Sujeito subentendido — É aquele que, sendo conhecido, não está expresso na oração.
O António e a Sofia são irmãos e estudam juntos.
A segunda oração tem o mesmo sujeito da primeira e por isso não é necessário exprimi-lo.



Sujeito indeterminado — Trata-se de um sujeito que não podemos, ou não queremos, identificar. Normalmente implica a colocação do verbo na 3ª pessoa do plural ou na 3ª do singular acompanhado do pronome se.
Dizem que vai haver eleições. Diz-se que vai haver eleições.

 


Orações sem sujeito — Há em português, alguns processos que não são atribuídos a qualquer sujeito. Diz-se então que o sujeito é inexistente:
• verbos meteorológicos (chover, nevar, trovejar, etc.);
Ontem, choveu muito.
• verbo haver, usado no sentido de "existir";
Há muita gente preocupada.
• verbo ser, quando indica tempo;
É amanhã que fazemos teste.
• verbos ir, fazer e haver, quando indicam tempo decorrido.
Vai para quinze dias que não nos vemos. Faz quinze dias que não nos vemos. Há quinze dias que não nos vemos.


 


Representação do sujeito

O sujeito pode ser representado por um nome ou pronome, um numeral, uma palavra ou expressão substantivada (utilizada como nome),uma oração.
O meu irmão saiu. Ele saiu. Tudo é importante. Os três encontraram-se lá em Casa. É preciso que todos nos respeitemos.